Templates by BIGtheme NET

Um incêndio de grandes proporções atingiu nesta segunda-feira a Catedral de Notre Dame, no centro de Paris, o monumento histórico mais visitado da Europa. Minutos depois do início do incêndio, a torre e o teto da igreja colapsaram completamente. Segundo o Ministério do Interior, 400 bombeiros foram enviados para combater o incêndio, e não há feridos.

De acordo com o porta-voz de Notre Dame, o fogo começou às 18h50 do horário local (13h50 de Brasília), praticamente na mesma hora em que acaba o horário de visitação (18h45). Os últimos turistas do dia esperavam para entrar na catedral. A polícia isolou a área e começou a esvaziar os arredores da igreja.

Segundo o corpo de bombeiros, o incêndio provavelmente está ligado a extensas reformas para renovação do edifício que estão em curso. A procuradoria francesa já abriu uma investigação para determinar o que iniciou o fogo.

“Um terrível incêndio está em curso na Catedral Notre Dame de Paris. Os bombeiros estão tentando controlar as chamas. Estamos mobilizados no local em estreita ligação com a diocese de Paris. Convido todos a respeitar o perímetro de segurança”, escreveu em seu Twitter a prefeita de Paris, Anne Hidalgo.

Segundo Emmanuel Grégoire, vice-prefeito de Paris, uma missão especial foi iniciada para tentar salvar as obras de arte dentro da igreja. A previsão é que o interior de madeira seja completamente destruído, enquanto há esperança de que objetos sacros da sacristia ainda possam ser preservados.

— Está tudo queimando, não restará nada da estrutura, que data do século XIX de um lado e do XIII do outro — lamentou pouco antes André Finot, porta-voz da catedral.

O presidente da França, Emmanuel Macron, cancelou um discurso à nação que faria nesta tarde com medidas para conter semanas de manifestações dos coletes amarelos. Ele foi ao local, assim como o primeiro-ministro Édouard Philippe.

“Notre Dame de Paris, presa pelas chamas, dor de toda uma nação. Pensamento para todos os católicos e todos os franceses. Como todos os nossos compatriotas, estou triste hoje, quando vemos esta parte de nós queimando”, escreveu o chefe de Estado no Twitter.

No ano passado, a Igreja Católica na França lançara um apelo urgente pela mobilização de fundos para salvar a igreja, que estava começando a desmoronar. A catedral gótica do século XII, rodeada pelas águas do Rio Sena, recebe em média 12 milhões de visitantes ao ano, mais até do que a Torre Eiffel.

Em 2013, a igreja, listada no Patrimônio Mundial da Humanidade desde 1991, completou 850 anos. É também famosa por ser o cenário do romance “Nossa Senhora de Paris” (O Corcunda de Notre Dame), do escritor Victor Hugo, publicado em 1831.

O edifício foi construído ao longo de 200 anos entre 1163, durante o reinado de Luis VII, e 1345. Dentro da igreja, há um acervo de importância artística inestimável, incluindo um órgão do século XVII ainda em funcionamento. Há também pinturas e gravuras que relatam a História da catedral e da cidade de Paris. Dezesseis estátuas de bronze haviam sido removidas na semana passada por conta das obras em curso.

Da redação com jornal Extra


Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*