Templates by BIGtheme NET

O Hospital Regional Nossa Senhora do Bom Conselho é um referencial importante para a saúde pública em Arapiraca e mais 47 municípios das regiões Agreste e Sertão de Alagoas. Com base nessa condição, dados recentes apontam para a superlotação na unidade de saúde filantrópica cujos serviços são direcionados às classes de menor poder econômico, pessoas dependentes do Sistema Único de Saúde (SUS). Com média mensal entre dez e doze mil atendimentos, a unidade de saúde que faz parte da rede das Santas Casas registrou aumento de demanda, a partir de Abril. “Hoje nós atendemos 15, 16 mil pessoas por mês”, informa o diretor médico Ulisses Pereira sobre a evolução da procura gerada pelo crescimento dos casos de dengue, zika, chikungunya e gripe causada pelo vírus Influenza.

 

Mais pessoal
Para manter a assistência, a direção do Hospital Nossa Senhora do Bom Conselho contratou mais pessoal. Contudo, as instalações físicas não insuficientes para suportar a demanda que também recorre à assistência que deve acontecer nos postos de saúde dos municípios.
“Nós conversamos com a gestão da Prefeitura de Arapiraca para que se aumente o número de médicos no 5º Centro de Saúde”, acrescenta Dr. Ulisses Pereira ao Jornal de Arapiraca durante entrevista realizada na manhã de ontem (quarta-feira, 14).
Ciente da necessidade de melhorar o atendimento à população e considerando a inclusão de Arapiraca entre os municípios alagoanos com risco de surto por infecções causadas por doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, a administração municipal ampliou o horário do Pronto Atendimento do 5º Centro de Saúde, setor que agora funciona das 7h00 às 22h00, de segunda a sábado, e até as 18h00 nos domingos
“Ultimamente, o Pronto Atendimento chega a receber 300 usuários, diariamente. A situação de aumento do público se repete nas unidades de saúde, incluindo hospitais, com casos suspeitos de virose e das doenças causadas pelo Aedes aegypti, a exemplo da dengue”, diz o secretário municipal de Saúde, Gifson Nunes, na divulgação de responsabilidade da Prefeitura de Arapiraca.

 

Chuvas
O aumento dos casos suspeitos e confirmados das doenças disseminadas pelo ‘mosquito da dengue’ está diretamente relacionado ao início do período de chuvas. Em ambiente propício para sua reprodução, o inseto se prolifera e infecta a população, principalmente nas comunidades sem rede básica de saneamento ou com serviço precário de água tratada.  Armazenando água de forma inadequada, com reservatórios descobertos, e jogando material que acumulam água nos quintais e terrenos, o Aedes aegypti se reproduz em larga escala.

 

Filantropia 
Para melhorar a assistência à população, o Hospital Regional de Arapiraca investe os recursos que recebe em infraestrutura e equipamentos. “Nós somos uma instituição filantrópica, não trabalhamos visando o lucro. O dinheiro que é repassado para o Hospital Regional é investido na própria instituição”, explica Dr. Ulisses Pereira. A receita gerada pelo repasse de verba federal e estadual totaliza setecentos e oitenta mil reais, valor abaixo do que recebe uma UPA do tipo 3, projetada para atender, em média, a mesma quantidade de pacientes que o Bom Conselho recebe em períodos diferentes do atual aumento de demanda, ou seja, entre 12 e 13 mil pessoas.
“Eu sempre digo que o Hospital Regional Nossa Senhora do Bom Conselho é a última e única esperança da população de 48 municípios alagoanos. Se alguém não for atendido aqui, provavelmente vai morrer em casa”, explica Dr. Ulisses Pereira sobre a importância da unidade de saúde.

Fonte: Redação com FERNANDO VINICIUS


Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*