Templates by BIGtheme NET

O diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Marcelo Moreira, esteve em Alagoas, nesta quinta-feira (3), para acompanhar a execução das obras que vão levar água do Canal do Sertão Alagoano a centenas de famílias do semiárido. São mais de R$ 18 milhões investidos pela Companhia para implantação de adutoras que fazem a captação da água do canal e, depois, tratam e distribuem a água para diversas comunidades rurais difusas nos municípios de Delmiro Gouveia, Pariconha e Água Branca.

“Com recursos do Ministério do Desenvolvimento Regional, a Codevasf está implantando essa enorme infraestrutura de abastecimento de água com captação, estação de tratamento e aproximadamente 115 quilômetros de rede de distribuição. Desde a elaboração dos estudos iniciais do Canal do Sertão Alagoano, a Companhia se empenha para cumprir a função social dessa infraestrutura, que é levar água prioritariamente para consumo humano e atender centenas de famílias do semiárido de Alagoas”, declarou Marcelo Moreira.

Em Delmiro Gouveia, o diretor-presidente da Codevasf vistoriou a execução da etapa 2 do projeto, que corresponde ao subsistema de adutoras IV e um povoado do subsistema V. Essa etapa, que já está praticamente concluída, atende cerca de 1,5 mil pessoas nas comunidades de Bom Jesus, Maria Bonita, Jurema Araçá, Lagoa dos Patos, Pedrão e Olho d’Aguinha nos municípios de Água Branca e Delmiro Gouveia.

“O sistema de distribuição é todo por gravidade, o que gera uma redução considerável nos custos de operação. Além disso, a operação do sistema será gerida por uma associação de moradores que já está sendo treinada”, explicou o diretor-presidente da Codevasf. Ele também acompanhou as obras nos subsistemas II, localizadas em Água Branca, que estão com aproximadamente 70% das obras concluídas.

O superintendente regional da Codevasf em Alagoas, Marlan Ferreira, revelou que, ainda no primeiro semestre de 2020, a Companhia vai levar água do Canal do Sertão para todos as comunidades rurais difusas atendidas pelas adutoras. “Estamos com a etapa II concluída e com água já na casa das famílias sertanejas. Nossa previsão, com base no cronograma da obra, é que no primeiro semestre do próximo ano já levaremos água para abastecimento dessas comunidades, cumprindo a missão de estruturar o desenvolvimento regional”, afirmou.

A visita às obras das adutoras também foi acompanhada pelo diretor de Gestão de Empreendimentos de Irrigação da Codevasf, Napoleão Casado, por prefeitos de municípios da região – Eraldo Cordeiro (Delmiro Gouveia), José Carlos Sampaio (Água Branca), Fabiano Feitosa (Pariconha), e José dos Santos (Olho d’Água do Casado) – e por técnicos da Codevasf e das prefeituras envolvidas.

Após acompanhar a execução de obras em Alagoas, Marcelo Moreira seguiu para Sergipe, onde também vai vistoriar investimentos realizados pela Codevasf em saneamento ambiental, aperfeiçoamento da infraestrutura de irrigação e drenagem em projetos públicos de irrigação e em aquicultura e recursos pesqueiros.

Canal do Sertão Alagoano

Importante infraestrutura hídrica para o desenvolvimento regional de Alagoas, o Canal do Sertão Alagoano recebe investimentos do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), com a execução da obra pelo Governo do Estado de Alagoas. A infraestrutura trará segurança hídrica para mais de 42 cidades ao assegurar o abastecimento regular da população. Quando concluído, o canal terá extensão total de 250 quilômetros, fazendo a captação de água no reservatório da usina hidrelétrica Apolônio Sales (Moxotó), no município de Delmiro Gouveia, e seguirá até o município de Arapiraca. Atualmente as obras estão no trecho IV, que se estende por 125 quilômetros até Olho d’Água das Flores.

Assessoria de Comunicação e Promoção Institucional da Codevasf


Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*