Templates by BIGtheme NET

Para evitar que conteúdos falsos continuem se espalhando, é importante checar antes de compartilhar

Geral — Quem nunca recebeu a informação da suposta morte de um ator famoso ou de alguma doença que virou epidemia, mas era fake news? Por esse motivo, as pessoas devem estar atentas e não acreditar em tudo que é divulgado nas redes sociais.

Algumas dessas informações muitas vezes são boatos, e muitos deles antigos. Já outros, mesmo já desmentidos, continuam a circular nos grupos de WhatsApp. Para evitar que conteúdos falsos continuem se espalhando, é importante checar antes de compartilhar.

Alvo de diversas fake news, o Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, voltou a ser objeto de boatos. Circula novamente a mensagem informando que a área amarela da unidade de saúde está fechada. O motivo é a existência de pacientes com meningite bacteriana.

A mensagem pede ainda que quem for ao hospital tome cuidado e recomenda até o uso de máscara caso for fazer visita a algum parente. “Motoristas de App e taxista cuidado quando forem buscar alguém usem máscaras e evitem ligar o ar condicionado”, continua o texto.

O conteúdo aparece assinado pelo Dr. Roger Moreira, sendo ele o suposto diretor do HDT. Entretanto, a assessoria de comunicação do HGE informou que ‘essa fake news é antiga’ e que ‘ele não é diretor do hospital’. Além disso, esclareceu que o verdadeiro nome é Hospital Escola Hélvio Auto (HEHA).

“A área amarela está aberta”, afirmou a assessoria. “Inclusive, essa semana passada foi uma mulher que fez um vídeo dizendo que aqui tinha um paciente com coronavírus”, acrescentou. O vídeo foi deletado antes mesmo de chegar na assessoria de comunicação. O caso foi divulgado no BR104.


Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*