Após várias denúncias, a polícia está apurando o caso do “Homem Pateta”, um perfil da internet que está induzindo crianças e adolescentes a cometerem suicídio.

O tal “Homem Pateta” se identifica como Jonatan Galindo nas redes sociais, de acordo com informações da Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol), repassadas para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) do Distrito Federal, o autor do perfil é um italiano, que já havia sido preso no país.

O caso ainda está em investigação inicial, mas a Polícia do Distrito Federal já encontrou diversos perfis nas redes sociais com o “Homem Pateta”. O primeiro perfil foi criado na Europa, em 2017. Todos os posts eram em espanhol.

Ainda não há casos confirmados no Brasil, mas algumas contas vinculadas ao Homem Pateta já apresentam conteúdo em português.

Vale ressaltar que esse tipo de conduta é crime no Brasil. Segundo a Lei nº 13.968, aprovada em 2019, induzir ou instigar alguém a suicidar-se ou a praticar automutilação pode gerar uma pena de 6 meses a 6 anos de prisão.


Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*