Templates by BIGtheme NET

Balanço divulgado pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) contabiliza cinco homens presos em flagrante pelo crime de “importunação sexual” a mulheres durante o carnaval de Salvador, entre quinta-feira da semana passada e a última segunda-feira.

Em todos os casos, eles foram acusados de tentar assediar as mulheres pelo uso da força e denunciados por elas às autoridades policiais do circuito de carnaval, segundo informações divulgadas pela SSP-BA. Na madrugada de segunda-feira, Daniel Pindobeira de Souza foi preso no circuito Dodô (Barra-Ondina) após tentar tocar o rosto, sentar no colo, acariciar e puxar a mão de uma mulher, além de ter agredido um policial que tentou interromper os abusos. No domingo, foram registrados dois casos: Jailson Magalhães Ribeiro foi autuado em flagrante após tocar nas nádegas de uma mulher e Silvio Claudio Dias Leite foi detido sob acusação de perseguir uma mulher pelo circuito Osmar (Campo Grande) e “se encostar na vítima de forma libidinosa”, segundo a SSP.

No sábado, outros dois foram presos pelo mesmo crime, ambos na Barra. Djalma da Rocha Cardoso Neto foi acusado de tentar beijar uma adolescente à força, além de agredir o namorado da vítima. Daniel Santana Santos foi detido após “colocar as pernas por cima de uma mulher que descansava na calçada”.

Nova lei
Em todos os casos, eles foram presos e conduzidos para a Central de Flagrantes da Polícia Civil. Autuados pelo crime de importunação sexual, foram encaminhados para audiências de custódia durante o plantão judicial, para que um juiz decidisse se mantinha os agressores presos ou se eles responderiam em liberdade.

As detenções só foram possíveis com a mudança na lei de importunação sexual, que se tornou mais dura para coibir o assédio contra mulheres. É o primeiro carnaval com a vigência da nova redação da lei, que prevê pena de reclusão de um a cinco anos para o crime.

O governo da Bahia implantou unidades móveis da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher nos circuitos do carnaval (duas no circuito Dodô e uma no circuito Osmar) e também fez uma campanha de conscientização contra o assédio, distribuindo material nos pontos turísticos da cidade.

Da redação com jornal extra


Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*